Ansiosamente espero pelo dia de amanhã. Não pelas prendas pois isso é o que menos me importa. A simples perspectiva de dois dias inteiros com a família toda reunida, enche-me de expectativa.

Um elemento muito importante já não poderá estar presente, a minha mãe. No entanto gosto de pensar que estará olhando por todos nós e que se sentará à mesa no meio de todos acariciando um a um com a sua presença. A estrelinha que, como diz o neto mais novo, lá do céu brilha cuidando de todos nós e iluminará o sorriso dos nossos rostos.

Os anos passam e a saudade não nos deixa, dói imenso, de uma forma avassaladora e interminável. Se sinto sempre a sua falta? Sim, e de que forma, mas dói ainda mais nos dias de festa. As festas sem ela serão sempre incompletas.

No meu coração um eterno apelo soa: Vem, fazes-me tanta falta, mãe.

 

Fortunata Fialho.

amor-de-mae

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s