Como é que entraste na minha vida? Tinha dito que nunca mais queria ninguém na minha vida. As feridas eram profundas de mais, não queria voltar a sofrer.

Tentaste aproximar-te e eu fugi. Fechei-me no meu mundinho e tornei-me inacessível. Não resultou, entraste de mansinho e preencheste o meu espaço. Quando me apercebi já não podia viver sem a tua presença. Da dor antiga só restava uma ténue recordação, uma pequena nuvem escura no brilho da minha existência.

Entraste e a felicidade voltou. Novamente sou gente, novamente acredito na felicidade. O teu sorriso preenche a minha alma, o som da tua voz é melodia para os meus ouvidos.

Sabe tão bem ouvir a palavra amo-te saída dos teus lábios…

Fortunata Fialho em ”Simplesmente… Histórias”

Brevemente nas livrarias.

 

beijos_apaixonados10

Anúncios

Vertigem é aquilo que sinto quando olho no fundo da tua alma. No doce mel do teu olhar perco-me e caio no abismo. Doce abismo onde me perco e, perdendo-me, me encontro. Vertigem louca em que me afundo.

Não sei como chegaste, nunca me avisaram do quanto eras perigoso, só sei que já não consigo viver sem ti. Quando não estás sinto-me perdida, incompleta e, pior ainda, vazia. Ladrão do meu mundo… entraste… e eu perdi-me. Nunca mais consegui encontrar aquela pessoa que outrora fui. Quem sou eu afinal? Doce reflexo de um amor pleno, intenso, verdadeiro… incomensurável… sim, sou eu…

 

Fortunata Fialho em ”Simplesmente… Histórias”

Brevemente nas livrarias.

(imagem retirada da internet)

apaixonados-entardecer-3

Loucuras.

Que são loucuras? O que é ser louco? Louco é aquele que não se conforma. Louco é quem não segue a norma. Louco é aquele que se atreve a sonhar. Eu quero ser eternamente louca, cometer as mais incríveis loucuras, viver como uma criança em plena inocência. Prometo, na minha loucura, não prejudicar ninguém. Quero que existam todas as boas loucuras. Quero, loucamente, acabar com todas as más. Louca, sonhadora e irreverente, tento mudar o mundo. Loucamente tento contagiar quem me rodeia. Sou louca e não me importo. Quem consegue viver sem loucura? …

Fortunata Fialho em ”Simplesmente… Histórias”

Brevemente nas livrarias.

(imagem retirada da internet)

loucuras-de-amor-fundo-dos-olhos-15-728

É noite, no céu brilham as estrelas, ao longe pia uma coruja e está um frio que parece cortar a pele. É noite e, na quietude do meu lar, escrevo. Pela noite desfilam sombras, escondem-se criaturas e, na penumbra deambulam aqueles que se ocultam da luz do sol. Sons abafados rompem o silêncio. Os caçadores começam a sua rotina. Pela calada da noite avançam, sorrateiramente, cercando as presas investindo não lhes deixando saída. É noite, faz frio e eu sonho. Sonho com um mundo oculto de todos, com um mundo mágico e surpreendente. Nos meus sonhos existem deuses e demónios, santos e pecadores, sombras e luzes. No meu mundo de sonho tudo é possível, o real e o imaginário fundem-se…

Fortunata Fialho em ”Simplesmente… Histórias”

Brevemente nas livrarias.

(imagem retirada da internet)

4548cfcd446223bc06d74350366ffe7c

Não…

Não à dor, não à morte, não à tristeza.

Não ao desistir, não ao perder, não ao morrer.

Não, não quero de deixar de desejar e sonhar como uma criança.

Não quero envelhecer a minha alma.

Quero ser criança para sempre e… sonhar.

Não. O corpo envelhece mas o sonho não.

Não vou deixar morrer a esperança,

Não vou deixar de sonhar nem de lutar.

Não vou deixar que a idade me mate.

Não vou deixar que os anos me impeçam de sonhar.

Não vou deixar de amar.

Não vou deixar de procurar abrigo nos teus braços,

De procurar os teus lábios, de desejar o teu corpo,

De sentir o teu toque, de viver o teu corpo e…

Amar-te até todo o sempre… amar-te por inteiro.

Não vou deixar que me arranquem dos teus braços.

Não vou deixar que os nossos amuos nos destruam.

Não quero acordar sem o teu sorriso.

 

Fortunata Fialho  ( novo projecto)

(imagem retirada da internet)

frases-de-recomeco-frases-fofas-de-recomeco-2

Se não fosse a vontade imperiosa de comer um gelado, talvez nunca nos tivéssemos conhecido.

Naquele dia o calor era abrasador. Ao café, da esquina, tinham acabado de chegar aqueles gelados de que tanto gosto.

Pedi: ‘’Um Magnum de menta por favor’’. Sentei-me numa mesa onde se sentia uma agradável brisa. Sofregamente retirei o invólucro e, deliciada mordisquei o chocolate deixando a descoberto o delicioso conteúdo de menta que, prazenteiramente chupava. Delicadamente, com a língua, lambia deliciada, todo o pedacinho que teimava em derreter.

Hum… que prazer aquele gelado! O mundo à minha volta tinha deixado de existir. Naquele momento só existíamos eu e o meu gelado.

Vindo não sei de onde sentaste-te na minha mesa e disseste: ‘’Quero tanto ser o seu gelado’’. Que insolente, que atrevimento! Preparava-me para te escorraçar quando algo na tua expressão me desarmou…

 

Fortunata Fialho em ”Simplesmente… Histórias”

Brevemente nas livrarias

 

img_2437


 

Mãe

Desejo de todo o coração poder dar-te a melhor

Prenda do mundo:

Um Grande beijo,

 Um abraço do tamanho do universo,

Um ramo das tuas flores preferidas.

Não imaginas as saudades,

 De ter este dia na tua companhia.

Desejo de todo o coração poder dar-te a melhor

Prenda do mundo:

Um Grande beijo,

 Um abraço do tamanho do universo,

Um ramo das tuas flores preferidas.

Não imaginas as saudades,

 De ter este dia na tua companhia.

 

Fortunata Fialho

 

transferir

Tia Babada

Quando a minha irmã engravidou a minha cunhada costumava brincar comigo dizendo: – Quando esse nascer vais esquecer os outros. Os outros são os meus quatro sobrinhos mais velhos. Filhos dos meus cunhados. Eu não queria acreditar que essa afirmação fosse verdadeira, mas por vezes questionava-me se isso iria acontecer. Afinal este era o único que partilhava os meus genes. Entenda-se que eu amo muito os meus sobrinhos, quase tanto como aos meus filhos. Quando, finalmente o pequenote nasceu, todas as dúvidas se dissiparam. Todos os meus cinco sobrinhos são lindos e têm igual lugar no meu coração. Hoje eu considero que tenho os “melhores” sobrinhos do mundo. Pareço uma tia galinha, não faz mal pois já sou uma mãe galinha. Tenho os filhos mais lindos do mundo. Adoro quando a minha casa se enche com toda a minha família. O pequenino tenta chamar a atenção só para ele. Os maiores, sobrinhos e filhos, com as suas parvoíces e brincadeiras já me têm feito ir rapidamente para a casa de banho com medo de sofrer um feio acidente por tanto rir.
Agora posso afirmar que deliro com as gracinhas e traquinices do pequenino, e orgulho-me dos belos homens que estão a tornar-se os mais velhos. Desculpem se me estou a tornar uma tia babada mas, quem não se tornaria no meu lugar? Desculpem-me todas as tias, certamente dirão o mesmo que eu. Afinal qual a tia que não tem os melhores sobrinhos do mundo? Qual a tia que não é UMA TIA BABADA?

 

Fortunata Fialho em “Simplesmente… Histórias”

Brevemente nas livrarias

frases_059

Oficina dos Livros Proibidos

Terminada mais uma boa leitura.

Este livro possui uma intensidade marcante.

Apesar de ficção retrata uma época em que rebelar-se contra a igreja era heresia, lutar pela divulgação do conhecimento um crime e tudo tinha que ser feito ás escondidas.

Corruptos que mandavam em seu proveito pessoal e clero hipócrita e manipulador que só pretendia encher-se de riquezas, tinham pavor de que o povo pudesse ser instruído e questionar o seu poder.

Felizmente essa época de trevas mudou e hoje podemos ter acesso a conhecimentos outrora inimagináveis.

Parabéns Eduardo Roca.

 

Fortunata Fialho

 

 

image

Quero ser invisível, quero poder caminhar livre dos olhares indiscretos, da crítica das bocas do mundo e passear livremente. Quero conhecer todos os teus passos, as tuas rotinas, o teu mundo para melhor te poder amar. Não pretendo invadir a tua privacidade nem perturbar o teu mundo. Só quero tornar-me, sem que te apercebas, a tua sombra e proteger-te de toda a maldade do mundo. És o meu maior tesouro, a minha vida, todo o meu futuro, o meu maior amor. Não quero que por ti passe nenhuma das infelicidades do mundo. Desejo que mantenhas toda a tua inocência, a tua pureza e essa infinita confiança naquilo que te rodeia. Sendo invisível poderei afastar, do teu caminho, os teus inimigos e todos os obstáculos que te possam magoar. Invisível, poderei contemplar o teu sorriso, ouvir a tua voz, acariciar os teus cabelos como se fosse a leve brisa que percorre os campos. Sem que me notes ampararei as tuas quedas, limparei as tuas lágrimas e segredarei aos teus ouvidos as mais lindas histórias que já alguém contou. Criarei no teu pensamento os mais puros ideais e os mais ambiciosos sonhos…

 

Fortunata Fialho em ”Simplesmente… Histórias”

Brevemente nas livrarias.

(imagem retirada da internet

fanny