Costurava afagos dentro do que a memória lembrava. A alma conhecia o toque e sabia dele de séculos passados. Era jeito de asas na palma da mão. Era mão sentindo o ritmo do coração. Pertencia ao mundo criado ali no quintal e sentia-se plena diante da magia que a vida oferecia todos os dias. Cabia […]

via 23. dos Rituais do toque — O Outro Lado

Anúncios

One thought on “

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s