Ódio…

Por todo o lado um ódio imenso parece multiplicar-se.

Ligo a televisão e … atentado aqui… atentado ali…

Morte e dor sem fim.

Crianças sem pais… pais sem filhos… vidas sem futuro.

Ódio… ódio e mais ódio… tanto ódio.

 

Não presta, não tem a minha cor.

Não vale nada, é pobre e mal sabe ler.

Não lhe ligues, não vês que até a roupa já perdeu a cor.

Desgraçado, já não presta… perdeu o gosto por viver.

 

Parece que todos se odeiam. Será o ódio um vírus?

Virulento, ataca e destrói, todo o amor…

Encontrem a cura para tanta maldade,

Socorram a humanidade… por favor…

Encontrem uma vacina de amor.

 

Fortunata Fialho

 

frase-cuanto-mas-pequeno-es-el-corazon-mas-odio-alberga-victor-hugo-137647

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s