Sonhadora

Na suave brisa deste vento que me acaricia, perco-me nos meus pensamentos. Sonhadora sem remédio, que sou, sonho. Sonho que estou num lugar maravilhoso onde só existe felicidade.

Olho as nuvens e vejo lindas figuras desfilando sob o meu olhar. Nuvens que se cruzam, se abraçam e se fundem numa doce explosão de algodão doce. Lindas criaturas efémeras que deslizam como bailarinas no mais encantador cenário.

Os raios solares pintam de cores intensas o azul intenso do céu. Estendem-se até mim aquecendo o meu corpo numa caricia que me percorre como uma promessa de paixão. No calor do seu abraço deixo-me levar e, imóvel, sinto a sensação cálida que me aconchega e me delicia.

Com o olhar percorro os campos e bebo das gotas de orvalho que, milagrosamente, sobreviveram ao calor. Doce frescura com sabor a verde que me mata a sede e me delicia a alma. Num bailado inebriante, lindíssimas borboletas, deslizam e rodopiam sem parar. Os seus movimentos, fluidos e elegantes, parecem saídos da mais bela coreografia jamais criada. O colorido das suas asas é digno do mais belo desfile de moda…

 

Fortunata Fialho em:

 

estudo_capa_completa_simplesmente-historias-2

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s