Quero ser camaleão sob tua pele E me tingir com teu calor ameno De suspiros intensos e serenos; Entre os beijos de mar e marés. Quero ser teus declínios claviculares, Escorregar as curvas em sua cintura. Respirar os nuances em seu pescoço; Deixar marcas etéreas de mim em ti. Quero despir você de […]

via Camaleão — Contos sobre nada

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s