Eu escrevo textos corajosos como um leão, cinzas como as grandes cidades e romantizo os fins. Na inconstância do incerto, das leituras dos poemas de Drummond, das distâncias universais e dos olás vizinhos, contraponho uma canção, das poesias dos dias e suas melancolias. É se reinventar com os meios e as faltas, entender as vírgulas. […]

via Palavras —

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s