Memória A minha memória É uma fêmea sádica Que Vive dentro da minha cabeça Sem pagar renda Ou comparecer Nas reuniões do condomínio É curiosa E bisbilhoteira Fixa coisas Que Não valem um chavo Quanto ao resto Destrói tudo aquilo Que me possa interessar Faz-me sofrer De frustração Desconfio até Que Trabalha para o inimigo […]

via Memória — Prosia – Fernando Kaskais

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s