Meu calendário mudou, Não voo por dias tristes Nem fujo da dor de abril Que o amor passado fez. Meu calendário mudou E março voltou a existir Por dentre um nevoeiro Vi o sol e a lua dançarem. Meu calendário mudou Já não vivo por números Por dores ou decepções. Meu calendário […]

via Alvorada — Contos sobre nada

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s