A luz dos teus olhos — apontamentos de babel

De que servem proezas mesquinhas em sacrifício moldadas, na carne sofridas, perante a luz que arde nos teus olhos? Só os deuses no crepúsculo dos dias alcançam a montanha mais alta sem carregar a velhice no coração. Eu, simples mortal, vou passando as portas da noite para me perder nos meus desertos. Resignado prisioneiro. E […]

via A luz dos teus olhos — apontamentos de babel

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s