Negra, branca, jambo, gente. — Depressão com Poesia

Quem me deu a luz foi uma mulher negra dentro do seu útero eu acompanhava a raça dela na roça para me criar acompanhava a raça do corpo dela para me formar. Nasci corri para os seus mamilos e ela para as minhas negras pupilas entreabertas. Com aquele leite branco e quente jorrando vida em […]

via Negra, branca, jambo, gente. — Depressão com Poesia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s