Um homem muito rico — Só palavras

Um homem muito rico morreu e foi recebido no céu. O anjo guardião levou-o por várias alamedas e foi-lhe mostrando as moradias que ali existiam…

via Um homem muito rico — Só palavras

Anúncios

👱 Segurança… 👀

Estou segura. Estou segura de que a vida é insegura.

Na segurança dos dias vivo a incerteza dos acontecimentos.

Nos incertos acontecimentos a vida continua.

Segura nos meus sonhos… segura no meu mundo.

No silêncio da noite sonho… com as estrelas.

Na luz do Sol sonho… com o brilho dos teus olhos.

Insegura sobre o futuro… sigo em segurança,

No fim do caminho estás tu… seguramente?

Os dias passam, inseguros, inolvidáveis… irrecuperáveis.

As recordações acumulam-se na segurança da minha alma,

No fundo do meu coração mora a insegurança.

Quando me abraças és o meu porto seguro.

No teu abraço nada mais importa.

A segurança é o teu olhar profundo e um beijo… teu.

Segura do meu amor… volto para casa.

Procuro-te e não te encontro.

Segura do teu regresso… aguardo.

Estou segura de que vale a pena esperar-te.

Estou segura… sinto-me segura.

Segura de que nunca deixarei de ser sonhadora,

Segura de que quero ser eternamente criança,

Amar eterna e intensamente.

Eternamente segura da minha insegurança.

 

 

Fortunata Fialho

Évora-Monte

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

😈😵Loucos 😵😈

Cansada e desejando chegar a casa para descontrair um pouco fiz-me ao caminho. Já quase a chegar à cidade e numa zona de duas faixas, fiz pisca para passar para a do meio. Olho para o espelho lateral e uns faróis aproximavam-se a uma velocidade vertiginosa, só tive tempo de torcer a duração e desviar-me. Pronto, não tinha havido problema. Santa ignorância! Não é que da caixa do dito veículo e devido à excessiva velocidade, só não voava porque lhe faltavam as asas, saltou um bidão de grandes dimensões. Saltando pela estrada fora direito a mim obrigando-me a travar assim como todos os veículos que me precediam. Por pouco não houve um acidente em cadeia devido à inconsciência daquele condutor.

Ele há cada louco nas nossas estradas! Inconscientes que colocam a vida deles, e dos outros, em risco. É nestas horas que deviam aparecer as autoridades. Lamentavelmente têm tanta sorte que passam sempre incólume. Eu, um dia pise o início de um traço contínuo e fui logo apanhada. Que raio de sorte!

 

Fortunata Fialho

Rally-de-Portugal-2015-2-4-1

E porque hoje é o Dia Internacional do livro 📕📖 “livro” 📖📕

Páginas em branco nos braços do sonho.

Sonhador de caneta em riste, munido de tinta, investe.

O negro das letras macula o branco num sopro.

A tinta movida pelo sonho, escreve.

A folha branca rende-se à ternura das palavras.

Nas páginas uma linda história toma forma.

Florestas encantadas ganham vida,

Figuras imaginárias povoam a memória.

Príncipes encantados, mares mágicos, fadas e elfos.

Flora falante, guarda a sabedoria da terra.

Protegem aldeias mágicas.

Dragões vigiam no alto de montanhas.

Lançam fogo sobre terríveis inimigos,

Enquanto as montanhas se vestem de desfiladeiros.

Unos na luta contra o mal… sofrem.

Num reverso do destino os maus perdem,

As florestas revestem-se de flores e as criaturas dançam.

O amor paira no ar e os risos ecoam.

A felicidade contagiante povoa os sonhos de uma criança.

O livro cai… o sono venceu… no rostinho um sorriso.

E os sonhos? Ai os sonhos…

Fortunata Fialho

 

(imagem retirada da internet)

b0ebebf38eeea0528ba3547c6f78a969

 

🌌 🌉 🌠 Silêncio da noite 🌠 🌉 🌌

Acordo e o silêncio da noite mostra toda a sua intensidade.

Silenciosamente saio da cama e espreito pela janela do meu quarto.

As estrelas brilham e iluminam, graciosamente, o firmamento.

Uma chuva de estrelas cadentes presenteia-me com todo o seu esplendor.

Por momentos penso pedir um desejo por cada uma.

Missão impossível. São tantas e passam tão rápido que não as consigo contar.

Um sorriso ilumina o meu rosto e os meus olhos brilham intensamente.

Não tenho sono mas não faz mal, se adormecesse perderia toda esta beleza.

Ao longe o silêncio da noite, com especial fervor, faz-se escutar

Na sinfonia dos grilos violinistas, das cigarras flautistas,

Das rãs a marcarem o compasso e do vento num coro fantástico.

Tanta beleza no silêncio da noite transmite felicidade.

As horas passam e o cansaço não chega.

Não tenho sono e não estou cansada, estou maravilhada.

No silêncio da noite tudo é harmonia, tudo é felicidade.

O sol surge, timidamente, ao longe e o céu parece incendiar-se.

O dia espreita e ao som da noite junta-se a sinfonia do dia.

As estrelas escondem-se, o negro fundo da noite torna-se azul.

Os meus olhos fecham-se, por fim o sono chegou.

Deito-me, adormeço e sonho. Sonho com o silêncio da noite.

 

Fortunata Fialho

Fortunata Fialho-01