Sinto…

Sentir, quem não sente?

Pego na caneta e sinto uma vontade incontrolável, de escrever.

Viver vidas que não são minhas mas por mim vividas.

Descrever sonhos mesmo que sejam irreais.

Voar como um pássaro… sem levantar os pés do chão,

Cruzar o universo… de dentro do meu quarto,

Conhecer muitos planetas… sem sair da Terra.

Encontrar novas formas de vida… partilhar os meus sonhos sem um único som.

Viajar no tempo… só com um simples pestanejar.

Ser rainha… mesmo sem trono ou reino.

Ser plebeia sem passar fome… mesmo sem trabalhar.

Colher as estrelas como se fossem as flores do meu jardim.

Enfeitar as minhas noites com o brilho dos pirilampos.

Colher mil frutos diversos da árvore do meu quintal.

Cobrir o meu corpo com um manto de seda brilhante como o luar.

Amar sem pudor numa entrega total.

Sentir todo o prazer do mundo em ondas de felicidade sem par.

Sentir tudo o que quiser mesmo sem lhe tocar.

Sim, sinto que através da minha caneta tudo aquilo com que sonho se pode realizar.

 

Fortunata Fialho

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um pouco do meu sentir num livro: “Simplesmente… Histórias”

 

One thought on “Sinto…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s