… sonho…

… Nessa noite o sono teimou em não chegar e, quando finalmente adormeceu, o sonho chegou. Vindos do nada, uns olhos negros envolveram-na e uns lábios doces e quentes beijaram o seu rosto, os seus olhos, a sua boca e lenta e docemente desceram percorrendo o seu corpo. Flutuando em ondas de prazer o seu corpo estremecia. Que prazer intenso! Suaves mãos acariciavam o seu corpo e, lentamente, um corpo firme e quente uniu-se ao seu.

O despertador tocou e a realidade impôs-se. Fechou os olhos, queria tanto continuar a sonhar, o seu corpo queria mais. O sonho não voltou e, contrariada saiu da cama, o trabalho esperava-a…

 

Fortunata Fialho

foto_BB1772C9-9634-41BE-B9E227A8A026706F
Um postal ilustrado antigo.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s