… no elevador…

… Ao acercar-se do elevador do seu prédio, alguém a esperava. Um sorriso sedutor enfeitava aquele rosto de feições delicadas possuidor de tão hipnotizante olhar, intensamente negro e profundo, que parecia ler-lhe a mente. Não sabia se devia recuar e fugir pelas escadas ou entrar no elevador e deixar que as coisas acontecessem. Não necessitou decidir, uma mão firme e quente, puxou-a suavemente para dentro do elevador. Mal as portas se fecharam uma carícia em seu rosto tornou a sua pele rubra e a respiração lenta e pesada. Um hálito quente e fresco fez-se sentir no seu rosto ao mesmo tempo que uns lábios sedentos se apoderaram da sua boca. Sem se conseguir mover entreabriu os lábios e um abraço forte e firme aprisionou-lhe o corpo na tentativa de fusão entre dois corpos até então desconhecidos. O tempo parecia ter parado, as suas pernas tremiam. Quando o elevador parou e as portas se abriram, os seus corpos permaneceram enlaçados incapazes de se separarem…

 

Fortunata Fialho

82532a9d0b5c8d80dafec8cb90681d67--vintage-romance-vintage-love

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s