👄👂Vozes…👂👄

Fecho os olhos e tudo desaparece.

A escuridão envolve-me deixando lugar aos sentidos.

Pessoas sem rosto passam falando.

O som da sua voz desperta a sensibilidade.

Vozes calmas e doces fazem sentir-me tão bem.

Vozes iradas, secas e falsas… sobressaltam-me.

Vozes doces e inocentes despertam o meu sorriso.

Doce som saído da alma de uma criança

Envolto em pureza e sinceridade, conquista.

Vozes sem rosto… vozes sem máscaras…

Vozes plenas de riqueza interna.

Vozes que abraçam e beijam…

Vozes que ferem como punhais…

Vozes sem idade, vozes sem enganos.

Queria avaliar o mundo só pelo seu som.

Poder sentir a sua intenção.

Assustadoras e enganosas… fujo.

Calmas e sensíveis… sorriu e escuto.

Na voz do amor me perdi…

A voz da razão ignorei…

No riso das nossas crianças fui feliz,

No seu choro triste… chorei.

Não quero abrir meus olhos,

Tenho medo dos seus enganos.

Quero vozes que me embalem,

Quero vozes que me amem.

Quero vozes felizes… de amor… de sonho.

 

Fortunata Fialho

 

secret-app-capa
Imagem retirada da internet.
Anúncios

📘📕📙 Livro 📙📕📘

escreversonhar

Páginas em branco nos braços do sonho.

Sonhador de caneta em riste, munido de tinta, investe.

O negro das letras macula o branco num sopro.

A tinta movida pelo sonho, escreve.

A folha branca rende-se à ternura das palavras.

Nas páginas uma linda história toma forma.

Florestas encantadas ganham vida,

Figuras imaginárias povoam a memória.

Príncipes encantados, mares mágicos, fadas e elfos.

Flora falante guarda a sabedoria da terra.

Protegem aldeias mágicas.

Dragões vigiam no alto de montanhas.

Lançam fogo sobre terríveis inimigos,

Enquanto as montanhas se vestem de desfiladeiros.

Unos na luta contra o mal… sofrem.

Num reverso do destino os maus perdem,

As florestas revestem-se de flores e as criaturas dançam.

O amor paira no ar e os risos ecoam.

A felicidade contagiante povoa os sonhos de uma criança.

O livro cai… o sono venceu… no rostinho um sorriso.

E os sonhos? Ai os sonhos…

Fortunata Fialho

bigstock-magic-book-35382176

View original post

🌌O brilho das estrelas.🌌

escreversonhar

Olho pela janela e o brilho das estrelas convida ao sonho.

Lá fora a noite envolve tudo em seu redor convidando os amantes.

Estou só! As horas passam e, finalmente a porta abre-se.

Sinto a tua presença e o meu rosto ilumina-se.

Continuo contemplando as estrelas e, ansiosamente espero.

O dia terminou e agora nada mais importa, o hoje já se foi e o amanhã ainda tarda.

O agora é só nosso e nada mais importa. Vem… faz o tempo parar.

As tuas mãos tocam os meus ombros e, lentamente, a roupa desliza pelo meu corpo.

O frio da noite mistura-se com o calor do teu corpo e estremeço.

Já não sinto frio, o calor invade a minha pele e… é tão bom.

Fecho os olhos e… sinto. Sinto o suave toque da tua pele… a carícia do teu respirar.

Quero mover-me e não consigo, o meu corpo recusa qualquer…

View original post mais 196 palavras

🌉 ✨Silêncio da noite.✨ 🌉

escreversonhar

Acordo e o silêncio da noite mostra toda a sua intensidade.

Silenciosamente saio da cama e espreito pela janela do meu quarto.

As estrelas brilham e iluminam, graciosamente, o firmamento.

Uma chuva de estrelas cadentes presenteia-me com todo o seu esplendor.

Por momentos penso pedir um desejo por cada uma.

Missão impossível. São tantas e passam tão rápido que não as consigo contar.

Um sorriso ilumina o meu rosto e os meus olhos brilham intensamente.

Não tenho sono mas não faz mal, se adormecesse perderia toda esta beleza.

Ao longe o silêncio da noite, com especial fervor, faz-se escutar

Na sinfonia dos grilos violinistas, das cigarras flautistas,

Das rãs a marcarem o compasso e do vento num coro fantástico.

Tanta beleza no silêncio da noite transmite felicidade.

As horas passam e o cansaço não chega.

Não tenho sono e não estou cansada, estou maravilhada.

No silêncio da noite tudo é…

View original post mais 59 palavras

Querida mamã.

Querida Mamã.

Mamã desculpa de ter chorado tanto quando me deixas-te. Eu estava com tanto medo e tentei tanto que tu me levasses para casa novamente. Sabes? Tu não irias ficar para me proteger e era tudo tão grande e novo, eram só caras que eu nunca tinha visto e a escola era muito mais grande que a nossa casa.

Quando tu te foste embora, uma senhora simpática pegou-me pelos ombros e sorriu. O seu sorriso era tão bonito! Ao meu ouvido disse para eu não ter medo que ela ia cuidar bem de mim e deu-me um abraço muito apertado. Sabes mãe, ela foi muito boazinha para mim e é a minha professora.

Muitos outros meninos e meninas estavam tão assustados como eu e ela consolou-os a todos. Eu também ajudei um pouco com o meu sorriso. Foi isso que a professora me disse.

Sabes a minha mochila é igual á de outro menino, vamos ter de ter muito cuidado para não as trocarmos. Fizemos desenhos numas folhas grandes que a professora deu. O meu estava muito bonito e a professora viu logo que eras tu e o papá que me estavam a segurar a mão. Ela perguntou porque é que a tua barriga estava tão grande e eu respondi que a minha maninha ainda morava na tua barriga e precisava de todo esse espaço. Estava a crescer para poder sair e vir brincar comigo.

Quando fui ao recreio não me senti sozinho pois tinha muitos amigos novos para brincar. Brincámos até ficarmos mesmo muito cansados.

A professora diz que vou aprender a ler e escrever. Eu queria começar já mas tenho que ter paciência porque vai levar algum tempo. Sabes, eu quero escrever que gosto muito de vocês e que tenho os melhores papás do mundo.

Beijinhos.

 

Fortunata Fialho

2222d2b85dc25fbff1badebc17e3c4d8
Postais antigos.