Mal me quer…

Nas mãos de uma criança uma flor perde as pétalas.

Mal me quer, bem me quer, mal me quer, bem me quer…

Ao olhar para um coleguinha de escola sonha com a resposta.

… bem me quer. Um sorriso ilumina o seu rosto.

Uma paixão imensa num coração pequenino.

A flor diz e ela acredita, ele a quer bem.

De longe olha-o embevecida.

A coragem falta e, o silêncio vence.

Amanhã vou brincar com ele e serei feliz.

O amanhã chegou e ela não brincou.

Timidamente, de longe o observou.

Um grande amor, uma timidez profunda.

Um desejo escondido no brilho dos olhos.

Os olhos chamam mas o som não sai.

Na mão outra flor. Bem me quer… mal me quer.

Não, a flor tem de estar errada!

Colhe outra e começa a desfolha…

 Bem me quer, mal me quer… bem me quer.

Os olhos voltam a brilhar e,

No banco do recreio continua a sonhar.

Fortunata Fialho

Imagem retirada da internet.
Anúncios

2 thoughts on “Mal me quer…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s