Carta de um não pai.

escreversonhar

Carta de um “Não Pai”

Lê até ao fim por favor.

Sei que fui um “Não Pai”.

Não partilhei o teu mundo.

Hoje tenho pena e vivo na dor,

Dor do que perdi …  dor por tudo.

Fugi … quis aventura.

Não criei amarras.

Estou velho, só e … vazio.

Não posso corrigir os meus erros.

Sonho… e sinto a tua dor.

Não me perdou … não me perdoes.

Pensei que vivia intensamente.

Criei … Criei nada, criei vazio.

Sinto-me oco, sinto que nada fiz.

Tudo o que importa perdi.

Perdi-te e não te encontro.

Perdi-me quando te abandonei.

Perdi-te e … não te mereço.

Daquele que te queria ter amado:

Teu: “Não Pai”

Fortunata Fialho

estudo_capa_completa_simplesmente historias (2)

View original post

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s