Alberto Cuddel _ Como fazer amor

Uma obra de uma sensibilidade incrível em que se misturam a ingenuidade de um ser que ama e a luxúria de um ser amante.

A beleza de:

É ai que o amor se sente

No olhar distante de uma criança

Sentada ao colo de uma madrasta

Que a leva à escola, por uma mãe que a deixou!”

E de:

“Num espaço vazio entre os corpos

Cabem todos os medos e segredos

Não memória desse abraço desejado

Cabe toda a solidão e saudade

Cabe a vida, o amor e a simplicidade.”

E no que deixa para o leitor pensar e sonhar:

“Não jures amor

Ama apenas

Em ti, em mim

Esquece tudo

Abandona todo o pudor…”

Uma obra a não perder que nos proporciona capacidade de sentir e ser sentido. Que nos faz pensar o que será afinal o amor se carnal, platónico, simples e sereno ou tórrido e imperativo.

Obrigada amigo poeta por partilhar esta obra que me envolveu de forma a não poder deixar a leitura a meio.

Fortunata Fialho

Anúncios

2 thoughts on “Alberto Cuddel _ Como fazer amor

  1. Alberto Cuddel 1 de Abril de 2019 / 16:36

    Muito obrigado amiga, estou sem palavras, são amigas como tu que me fazem continuar a escrever. Obrigado de coração

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s