Eu serei o que quiser. “Quero um poema…”

Eu serei o que quiser.

Eu serei aquilo que eu quiser!

Sou mulher e não deixo que isso me prejudique.

Alguém ousou dizer na minha cara que o lugar da mulher é na cozinha.

Concordei e acrescentei na sala, no quarto, no jardim…

No trabalho, no carro, no ginásio, no avião…

O meu lugar é onde eu quiser, sou dona de mim.

Longe vai o tempo em que ser mulher era prisão.

Ter filhos e cuidar da família, era a única ambição.

A única ambição que lhe era permitida.

Fada do lar… mãe exemplar… mulher submissa.

Comer e calar… ouvir e engolir…

Eu não preciso de depender de ninguém.

Sei pensar por mim e quero evoluir.

Sou mulher trabalhadora, dona de casa, mãe… sonhadora.

Mulher lutadora que se recusa a cruzar os braços

O mundo também é meu e vou conquistá-lo.

Mulher que se recusa a envelhecer,

Uma mente jovem seja em que idade for.

Sou mulher e… serei o que eu quiser.

Fortunata Fialho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s