Tinta. 💐 “Quero um poema…”

escreversonhar

Contente um fio de
tinta corre,

Pelo caminho o seu
rasto conta histórias.

Já percorreu tantos
caminhos,

Escreveu tantas cartas
de amantes,

Guardou segredos e
desejos inconfessáveis.

Marcou encontros,
desencontros e até viagens.

Escreveu histórias,
romances, tragédias…

Fez as delícias das
crianças com os seus contos de fadas.

Pintou reinos
encantados e coloriu sorrisos nos rostos.

Borrou, muitas vezes,
a escrita mas continuou.

Aproveitou cada borrão
e criou arte.

Preencheu telas de
pintores e cadernos de crianças.

Pintou morais e foi
voz da revolta.

Protestou em imagens transformando-as em palavras.

(…)

Fortunata Fialho

View original post

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s