Insignificantes?

Insignificantes?

Somos um pequeno ponto no meio de um universo infinito.

Um lampejo de luz no escuro do vácuo sideral.

Somos seres insignificantes num processo de construção.

Somos o ponto que descreve o próprio universo,

Que se empenha na descoberta do infinito,

Mesmo sabendo que nunca o pode alcançar.

Somos o insignificante ponto que ao cair quebra a linha,

Que ao faltar desmorona a construção mais elaborada.

Somos insignificantemente importantes.

Conquistámos a lua, espreitámos de perto outros planetas,

Na nossa insignificância descobrimos curas.

No entanto destruídos civilizações mas, contruímos outras.

Lutamos diariamente contra inimigos invisíveis e… vencemos.

Fizemos avançar a medicina, salvamos vidas…

Ignoramos o medo, ou melhor, assumimos o medo

Mas lutamos com toda a coragem contra inimigos letais.

Amamos… criamos… mas também matamos.

Somos insignificantes mas fazemos toda a diferença.

Que ninguém nos ignore pela nossa insignificância

Não há limites para o que podemos fazer.

E ainda há quem duvide do poder da nossa insignificância!

Fortunata Fialho

One thought on “Insignificantes?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s