Esperança.

Esperança

Cada criança que nasce transporta em si a esperança.

Os olhos brilhantes como o sol são prenúncio de muitas vidas.

Um pedaço do presente para construir o futuro.

Um rasgo de esperança num corpo tão pequenino,

Um mundo de sonhos por realizar, um mundo de sonhos a realizar.

Cada planta que brota trás um prenúncio de vida.

Um começo de campos verdejantes, um vislumbre de florestas.

Uma fonte de oxigénio, uma cura por entre as cinzas.

Um vislumbre de esperança, um começo de luta.

Um manto de flores num emaranhado de árvores.

Quando um pássaro canta a melodia regressa.

É a música que volta num festim de inspiração.

Quando outros se lhe juntam é um concerto mágico.

Uma explosão de trinados num prenúncio de esperança no futuro.

Quando uma fonte volta a jorrar água é o planeta que acorda.

É sangue da terra gerador de vida, alimento supremo,

Seiva de vida que alimenta e cria, leite da terra que alimenta o futuro.

Início de rios, mares e oceanos plenos de vida.

Cardumes sem fim enfeitam as suas águas.

Bailados coloridos, com os sons mais belos, gritos de esperança

Embelezam e ecoam em todos os cantos o prenúncio da vida.

Fortunata Fialho

Imagem retirada da internet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s