“Simplesmente… Histórias”

Queridos filhos:

Quero que saibam que não há nada na vida dos pais que supere o nascimento de um filho. O milagre de uma vida nova por nós criada (milagre que nós conseguimos duas vezes). O êxtase da criação de seres tão perfeitos.

A nossa vida passa a depender da vossa. Tudo o que fazemos, a partir desse momento, é para o vosso bem-estar físico e mental.

A vossa infância foi o sonho de todos os pais. Lembro os sorrisos, os choros, as dores, os sustos e a magia com que descobriam a vida.

Todos os pais gostariam que os filhos nunca crescessem e nós não somos a exceção. No entanto, vocês crescem, e crescem sem que o possamos impedir. E vocês cresceram.

Hoje são adultos e aquilo que mais desejo é ter-vos dado a melhor educação possível. Espero ter-lhes incutido o sentido da justiça, da integridade, do respeito e da tolerância. Espero que tenha conseguido ensinar-vos a amar e a respeitar o próximo sem olharem a credos, raças nem saldos bancários. Não se esqueçam que, por vezes, dentro de um embrulho de sonho se encontra o mais dececionante presente.

Tudo o que desejo é, que sejam autónomos, leais e humanos.

Peço que nunca deixem que vos tratem como inferiores e vos humilhem.

Nunca esqueçam: para subir não precisamos de derrubar e pisar os outros.

O respeito conquista-se com o respeito e a dignidade. Façam sempre o vosso melhor sem se preocuparem com o que os outros possam pensar. Mantenham a vossa consciência tranquila, lembrem-se que vão passar a vida com ela. Respeitem para serem respeitados.

Se um dia tiverem filhos nunca se esqueçam que, a melhor educação se baseia nos bons exemplos, os filhos não são propriedade, que devem criar pessoas integras, bem formadas, reais e autónomas. Respeitem as suas individualidades e não os tentem moldar à vossa imagem. Ensinem-lhes a ser eles próprios mas a respeitarem tudo e todos os que os rodeiem.

Espero que os ensinem, como eu tanto tentei, a não olhar de forma preconceituosa para o que os rodeia. Sejam críticos e aprendam a aproveitar as coisas boas e simples que a vida lhes vai oferecer. Ajudem-nos a perseguir os seus sonhos. Amparem-nos quando precisarem. Ajudem-nos a erguerem-se se, de alguma forma, caírem. Sejam o seu ombro amigo e, nunca mas mesmo nunca, lhes virem as costas.

Se for necessário ralhem, castiguem mas, sobre tudo tentem conversar. Se um dia tiverem que dizer algo que os magoe, não hesitem, se for para o seu bem.

Façam o vosso melhor e um dia eles compreenderão.

Queridos filhos se errei não foi por mal, a intenção foi sempre a melhor, sempre quis o vosso bem.

Procurem não repetir os meus erros e aceitem os vossos pois, certamente, os cometerão.

Desta mãe que os ama acima de tudo e que estará sempre ao vosso lado:

Assinado:

Aquela que vos ama incondicionalmente:

Mãe

Fortunata Fialho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s