“A soma dos nossos dias” Brevemente disponível.

(…)

Quando saímos de casa um pequeno cão caminhava ao longo da rua, para nosso espanto, abeirou-se da passadeira e parou. Olhou para ambos os lados e, só quando os carros pararam, eu de um lado e um senhor do outro, atravessou calmamente. Quando, nós condutores olhámos um para o outro, não sei quem ria mais. O animal continuou o seu caminho ao longo da estrada e desapareceu numa das ruas secundárias. Parece mentira, mas aconteceu e eu dei por mim a comentar o quanto seria bom se as pessoas se comportassem como este animal. Um verdadeiro gentleman canino, sem raça definida e sem o dono por perto, se é que o tinha, portou-se de forma exemplar.

(…)

Fortunata Fialho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s