rs……………rir faz bem pra saúde… — O PODER DA LEITURA

via rs……………rir faz bem pra saúde… — O PODER DA LEITURA

Anúncios

Por que é que as crianças nos braços das mulheres pedintes estão sempre a dormir? — Só palavras

Perto da estação do metro está uma mulher de idade incerta. O cabelo dela está emaranhado e sujo, a cabeça baixa de tristeza. A mulher senta-se no chão sujo e ao lado dela está um saco. Naquela bolsa, as pessoas colocam dinheiro.

via Por que é que as crianças nos braços das mulheres pedintes estão sempre a dormir? — Só palavras

Poema do dia 29/06/2018 — Entre Pontos e Vírgulas, Poesia!

Poema do dia 29/06/2018 Chovia, num choro imperceptível, quase inaudível, num suicídio húmido contra as janelas do quarto… de ouvido colado ao chão escutava a terra, e o mundo em silêncio… A terra gritava por amor e cumplicidade A crosta por verdade chorada e saudade! Corria pelo caminho apinhado de gente Sem nada saber ao […]

via Poema do dia 29/06/2018 — Entre Pontos e Vírgulas, Poesia!

L’aigle Noir (Barbara)

Arbrealettres




L’aigle Noir

Un beau jour,
Ou peut-être une nuit
Près d’un lac, je m’étais endormie
Quand soudain, semblant crever le ciel
Et venant de nulle part,
Surgit un aigle noir.

Lentement, les ailes déployées,
Lentement, je le vis tournoyer.
Près de moi, dans un bruissement d’ailes,
Comme tombé du ciel,
L’oiseau vint se poser.

Il avait les yeux couleur rubis
Et des plumes couleur de la nuit.
À son front, brillant de mille feux,
L’oiseau roi couronné
Portait un diamant bleu.

De son bec, il a touché ma joue.
Dans ma main, il a glissé son cou.
C’est alors que je l’ai reconnu :
Surgissant du passé,
Il m’était revenu.

Dis l’oiseau, O dis, emmène-moi.
Retournons au pays d’autrefois,
Comme avant, dans mes rêves d’enfant,
Pour cueillir en tremblant
Des étoiles, des étoiles.

Comme avant, dans mes rêves d’enfant,
Comme avant, sur un nuage blanc,
Comme avant, allumer le soleil,

View original post mais 76 palavras

Silêncio.

escreversonhar

Que silêncio…

Como é bom estar em silêncio,

Poder refletir sem ser incomodada,

Pensar… em tudo… em nada,

Sonhar acordada, planear os dias, ou as noites.

Ouvir o som do silêncio.

Quem não escutou o silêncio do campo?

O vento nas árvores, os chilreios dos pássaros,

O coaxar das rãs, o canto dos grilos.

Ouvir o riacho correndo, rolando os seixos,

Saltando obstáculos, acariciando os peixes,

Dando de beber aos animais,…

E o som do mar?

O bater das ondas, o murmúrio do oceano,

O vento cariciando a sua superfície,

As ondas penetrando no areal,

O borbulhar na areia.

Silêncio? Será que existe o tão almejado silêncio?

Mesmo assim adoro estes silêncios.

Fortunata Fialho

em:capa-2953x2008

View original post

Muita gente não sabe que…

Só palavras

❝ Muita gente não sabe que…
Não se deixa de se apaixonar quando se envelhece, pelo contrário, se envelhece quando se deixa de apaixonar…

Muita gente não sabe que…
A morte não chega com a velhice, mas sim com o esquecimento de que a vida é maravilhosa…

Muita gente não sabe que…
Uma pessoa, somente tem o direito de olhar a outra de cima para baixo, quando for ajudá-la a levantar-se…

Muita gente não sabe que…
Devemos sempre despedir-nos das outras pessoas, dando-lhes um abraço carinhoso ou um beijo de despedida, como se fosse pela última vez…

Muita gente não sabe que…
O amanhã é incerto e que nem o Velho nem o Jovem, nem ninguém, tem certeza se o viverá…

Muita gente não sabe que…
Um dia se lamentará, por não ter tido tempo para um sorriso, um abraço, uma conversa ou um simples beijo…

Muita gente não sabe…

View original post mais 20 palavras