🎁🍬 Sexo 🍬🎁

escreversonhar

Sexo

Sonho, sensações,

Sentimentos, saberes,

Sentidos alerta,

Somar caricias,

Subtrair o mundo lá fora,

Ser um só,

Sentir.

Entrega total,

Enlevo, Entrelaçar,

Entrar no divino,

Êxtase,

Entregar e possuir.

Xaile de afetos,

Onde nos enrolamos.

Ode ao amor,

Ondas de ternura,

Olhos que falam de amor,

Oh! Doçura das doçuras!

Fortunata Fialho

ff2

View original post

Alegria.

Atender o telefone e ouvir:

– Olá Tia, quando vens?

O abraço e beijo de uma criança que ama

Incondicionalmente.

A alegria quando recebe uma prenda.

O brilho dos olhos quando rasga o papel.

A qualidade não interessa, é uma prenda!

Boa ou não é sempre festejada.

Brinquedo maravilhoso que faz sonhar,

Viver as fantasias que só existem no seu mundo

Fantástico.

Ouvir uma vozinha contar uma história

A partir de imagens como se fosse o que lá está

Escrito.

Partilhar os brinquedos com os adultos,

Transformá-los em crianças.

Crianças que esquecem as suas tristezas,

Que riem como se retrocedessem a uma idade

Sem preocupações.

É tão fácil ser criança nas mãos de outra

Criança!

Reviver fantasias há muito esquecidas.

Construir novamente castelos nas nuvens,

Viajar no espaço e por fim acordar.

Fortunata Fialho

Inexperiência e coragem deram origem a esta primeira publicação. Disponível na Editora Bubok e na Amazon.

Sonho.

Sonho com campos em flor.

Flores de todas as cores.

Corro, danço e riu como uma criança.

Lindos pássaros chilreiam,

Todos eles são aves canoras.

As suas penas brilham como raios de sol.

Ao longe um riacho corre calmamente,

 O leito é tão transparente que, reflete tudo à sua volta.

Bebo da sua água, que é tão pura.

Tomo um banho refrescante e deito-me ao sol.

Sobre mim voam as mais lindas borboletas,

O seu voo é de uma graciosidade tal que me

parece assistir ao mais belo bailado de sempre.

A erva acaricia o meu corpo como se fosse seda.

Será que foi tecida pelos bichos-da-seda que

Habitam na amoreira da outra margem?

-Acorda dorminhoca é necessário trabalhar.

-Que sorriso é esse no teu rosto?

-Conta-me o teu sonho.

Fortunata Fialho

Inexperiência e coragem deram origem a esta primeira publicação. Disponível na Editora Bubok e na Amazon.

Crianças.

escreversonhar

Olhos brilhantes,

Sorrisos marotos.

Risos genuínos,

Amuos constantes.

E as Birrinhas?

Formas de protesto na sua ingenuidade.

Lábios estendidos em beicinhos fofos.

Beijos molhados,

Abraços apertados,

Grandes chi-corações.

Olhos atentos,

Descobrindo o mundo.

Ávidos de novidades e de carinhos.

Chamamentos doces,

Pedindo miminhos.

Basta um sorriso nosso e os olhitos brilham,

Surgem as gargalhadas.

Finalmente o sono e dormem calmamente,

O sono dos inocentes.

Fortunata Fialho em ”Sentidos ao Vento (Momentos)” meu primeiro livro.

Imagem retirada da internet

x435

View original post

Um Mundo Melhor

escreversonhar

Uns destes dias bateram-me à porta.

Era um grupo de pessoas de uma qualquer

Religião, da qual já não me lembro.

Fizeram-me uma pergunta na qual fiquei a

Pensar: “Será Possível um Mundo Melhor?”

Para eles era simples: Deus tinha que intervir.

Para mim também parece ser simples,

Mesmo muito simples.

É necessário que ninguém ligue a cores de pele,

Que as religiões se respeitem mutuamente,

Que não interesse o saldo bancário.

É necessário que cada um se respeite e respeite os outros.

Teremos que nos apoiar e, assim, criar um mundo melhor.

Então se me parece assim tão fácil,

Porque é que tudo continua na mesma?

Porque se continuam a matar?

Porque se sentem alguns superiores a todos os outros?

Vamos educar os nossos filhos no respeito e na tolerância.

Se continuarmos assim durante algumas gerações,

Talvez, então, tenhamos um mundo melhor.

Só quero ser feliz.

Quero acordar com…

View original post mais 109 palavras

Filhos

escreversonhar

Meu Deus…

Os meus brigam a toda a hora

Não concordam em nada.

Por vezes parece que não se suportam.

Não faz mal, daqui a nada serão inseparáveis,

os melhores amigos, o apoio um do outro.

Quando nasceram foi como um milagre.

Olhar para aqueles pequenos seres indefesos e

Lindos, foram dos melhores momentos da minha vida.

Cresceram traquinas e demasiado precoces.

Para uma mãe seria sempre bom que se

 Mantivessem pequenos e dependentes de nós.

Crescem …

Tornam-se uns chatos contestatários,

São difíceis de aturar, mas

Continuamos a amá-los incondicionalmente.

Daria a vida pelos meus.

Pelos meus farei tudo o que puder.

No entanto, o que mais desejo é que sejam bons,

Sensatos, sérios e sobretudo felizes.

Fortunata Fialho em Sentidos ao Vento (Momentos)

Meus filhos, meu orgulho.

DSCF3374 

View original post

Nuvens.

escreversonhar

Olho o horizonte,

Deparo-me com um céu nublado.

O silêncio cerca-me,

Concentro-me nas nuvens.

Deparo com um mundo de sonho.

Sob o meu olhar desfilam

Paisagens, animais,…

Continuo a sonhar,

Animais fantásticos divertem-se,

Campos florescem,

Surgem montanhas,

Riachos límpidos e silenciosos…

As aves voam e percorrem os dois mundos:

O real e o sonhado.

Seria tão bom que pudessem falar!

Talvez eles conheçam esse mundo!

Talvez me digam que também é real.

Quem me dera ter asas e voar!

Levantar voo e partir para o mundo Nuvem.

Conhecer novas criaturas e novos horizontes.

Talvez desse mundo possa sonhar outro.

O facto de ser a preto e branco

Pode significar que todas as criaturas são iguais

Que não há racismo

Nem qualquer separatismo.

Quem sabe se não existe pobreza?

Quem sabe se não é um mundo muito mais feliz?

De repente o sol brilha,

As nuvens dissipam-se,

A realidade chama-me:

Acorda…

View original post mais 15 palavras

😜 Alegria. 😉

Atender o telefone e ouvir:

– Olá Tia, quando vens?

O abraço e beijo de uma criança que ama

Incondicionalmente.

A alegria quando recebe uma prenda.

O brilho dos olhos quando rasga o papel.

A qualidade não interessa, é uma prenda!

Boa ou não é sempre festejada.

Brinquedo maravilhoso que faz sonhar,

Viver as fantasias que só existem no seu mundo

Fantástico.

Ouvir uma vozinha contar uma história

A partir de imagens como se fosse o que lá está

Escrito.

Partilhar os brinquedos com os adultos,

Transformá-los em crianças.

Crianças que esquecem as suas tristezas,

Que riem como se retrocedessem a uma idade

Sem preocupações.

É tão fácil ser criança nas mãos de outra

Criança!

Reviver fantasias há muito esquecidas.

Construir novamente castelos nas nuvens,

Viajar no espaço e por fim acordar.

 

Fortunata Fialho

 

sou-tia-coruja-sim-meus-sobrinhos-sao-os-mais

Escuridão.

A escuridão, nada tem de assustador.

Assustador é viver na escuridão,

Não ver o que nos envolve,

Desconhecer o que nos rodeia,

Não ter noção do que se passa.

Escuridão assustadora, é aquela de que não podemos fugir,

Que nos faz correr, sem nunca chegar ao fim.

Escuridão é desconhecer se teremos futuro.

Escuridão é não saber se os nossos filhos,

Poderão construir vidas próprias, serem independentes,

Terem filhos com futuros luminosos.

Escuridão é estarem a destruir o futuro por nós construído.

Escuridão é não poder garantir o futuro da nossa família.

Escuridão, esta, aterradora.

Por favor!

Iluminem a escuridão do ser humano.

Iluminem a minha escuridão!

 

Fortunata Fialho

 

capa-2953x2008
Inexperiência e coragem deram origem a esta primeira publicação. Disponível na Editora Bubok e na Amazon.

🐥 Silêncio. 🐞

Que silêncio…

Como é bom estar em silêncio,

Poder refletir sem ser incomodada,

Pensar… em tudo… em nada,

Sonhar acordada, planear os dias, ou as noites.

Ouvir o som do silêncio.

Quem não escutou o silêncio do campo?

O vento nas árvores, os chilreios dos pássaros,

O coaxar das rãs, o canto dos grilos.

Ouvir o riacho correndo, rolando os seixos,

Saltando obstáculos, acariciando os peixes,

Dando de beber aos animais,…

E o som do mar?

O bater das ondas, o murmúrio do oceano,

O vento cariciando a sua superfície,

As ondas penetrando no areal,

O borbulhar na areia.

Silêncio? Será que existe o tão almejado silêncio?

Mesmo assim adoro estes silêncios.

 

Fortunata Fialho

 

capa-2953x2008
Inexperiência e coragem deram origem a esta primeira publicação. Disponível na Editora Bubok e na Amazon.