Tristeza…

Tristeza é ver o mundo em chamas.

As vítimas das guerras, as crianças sem brilho no olhar.

Um mundo em escombros, os gritos calados pelo medo.

Pais sem filhos… filhos sem pais.

Dor e mais dor… sangue e mais sangue.

Céus tracejados por bombas.

Corações frios… duros… cruéis…

Desumanidade…

Os velhos abandonados por quem tanto amam.

Crianças sem lares… sem carinho… com fome.

Animais abandonados por quem os devia cuidar.

Tristeza é ver as florestas morrerem.

Tantas espécies desaparecerem por incúria humana.

Triste é um mundo cego, surdo e impávido.

Um mundo que se auto destrói.

Um mundo que se perde.

 

 

Fortunata Fialho

 

frases-para-status-de-tristeza

😉Contra capa de “Simplesmente… Histórias”

escreversonhar

Leitora assumida, como diz meu esposo, devoradora de livros. Escrever e ler proporciona-me felicidade, sonhos e viagens imaginárias. Quando escrevo ou leio sinto-me transportada a mundos diferentes, parece que esses mundos podem ser meus, mesmo que seja somente nos meus sonhos. A escrita e a leitura envolvem-me em magia. Com elas sou criança novamente, viajo no mundo da fantasia, vivo nos contos de fadas e, sobretudo, sonho acordada.

Um bom livro preenche a alma e acalma o coração.

Esta sou eu, com todos os defeitos e as qualidades de uma pessoa comum, no entanto eu sou… eu, única e real.

Fortunata Fialho

estudo_capa_completa_simplesmente historias (2)

View original post

🎁”Simplesmente… Histórias”🎁

escreversonhar

Depois de alguns “Sentidos ao vento” seguem-se algumas “Simplesmente… Histórias”.

O ditado popular: “Quem conta um conto acrescenta um ponto”, talvez seja verdade. Assim eu resolvi brincar com as palavras, tentando não acrescentar pontos.

No nosso dia-a-dia surgem-nos algumas situações que dariam para guardar e contar aos netos. São algumas dessas situações que eu procuro descrever por palavras. Espero que assim sejam recordadas para sempre.

Ao mesmo tempo, por vezes apetece sonhar, refletir e brincar com essas mesmas palavras, e porque não partilha-los? Cabe a vocês tentar distingui-las, afinal é importante manter algum mistério.

estudo_capa_completa_simplesmente historias (2)

View original post

Alegria…

Alegria é ver o brilho do sol no riso de uma criança.

O cristalino da água límpida no reflexo do seu olhar.

Alegria é caminhar pela rua sem medos.

Absorver o perfume das flores, encher de verde o olhar.

Abraçar os filhos, incutir-lhes esperança.

 

Alegria é amar sem fronteiras… gritar bem alto, amo-te.

Partilhar a vida, sonhos, aventuras e desventuras.

Alegria é fazer amor e explodir em mil fogos-de-artifício.

Alegria é poder chorar nos teus braços,

Secar as lágrimas no teu ombro e sorrir.

Saber que o amor tudo cura e que o nosso é mágico.

 

Alegria é saber que me esperas… que te espero.

Saber que a tristeza fica lá fora.

Dormir e acordar a teu lado.

Alegria é afagar o teu rosto, beijar os teus lábios,

Aquecer no teu abraço.

Alegria és tu… sou eu… somos eu e tu.

 

Fortunata Fialho

 

(imagem retirada da internet)

alegria-e-amor-abundantes-37630015

Conheça os principais miradouros de Lisboa — Documento de Viagem

Miradouros | Por: Documento de Viagem | Atualizado em: 18 de agosto de 2017. Além dos prédios históricos, Lisboa é conhecida também por abrigar inúmeros miradouros, ou mirantes, nome mais conhecido pelos brasileiros. Localizada entre várias colinas, a cidade possui várias subidas e descidas, fazendo com que cada miradouro tenha uma vista incrível da capital portuguesa.…

via Conheça os principais miradouros de Lisboa — Documento de Viagem

Chanson nocturne (Renée Vivien) — Arbrealettres

Chanson nocturne Un flot d’étoiles coule et fuit Vers l’énigme des portes closes. L’ombre fébrile de la nuit Brûle d’une flamme de roses. La lune dérobe au soleil Le souvenir d’une heure aimée, Et le parfum de ton sommeil S’échappe ainsi qu’une fumée. Il est si divin dans la nuit Qu’il semble une flamme […]

via Chanson nocturne (Renée Vivien) — Arbrealettres