Tristeza…

Tristeza é ver o mundo em chamas.

As vítimas das guerras, as crianças sem brilho no olhar.

Um mundo em escombros, os gritos calados pelo medo.

Pais sem filhos… filhos sem pais.

Dor e mais dor… sangue e mais sangue.

Céus tracejados por bombas.

Corações frios… duros… cruéis…

Desumanidade…

Os velhos abandonados por quem tanto amam.

Crianças sem lares… sem carinho… com fome.

Animais abandonados por quem os devia cuidar.

Tristeza é ver as florestas morrerem.

Tantas espécies desaparecerem por incúria humana.

Triste é um mundo cego, surdo e impávido.

Um mundo que se auto destrói.

Um mundo que se perde.

 

 

Fortunata Fialho

 

frases-para-status-de-tristeza

😉Contra capa de “Simplesmente… Histórias”

escreversonhar

Leitora assumida, como diz meu esposo, devoradora de livros. Escrever e ler proporciona-me felicidade, sonhos e viagens imaginárias. Quando escrevo ou leio sinto-me transportada a mundos diferentes, parece que esses mundos podem ser meus, mesmo que seja somente nos meus sonhos. A escrita e a leitura envolvem-me em magia. Com elas sou criança novamente, viajo no mundo da fantasia, vivo nos contos de fadas e, sobretudo, sonho acordada.

Um bom livro preenche a alma e acalma o coração.

Esta sou eu, com todos os defeitos e as qualidades de uma pessoa comum, no entanto eu sou… eu, única e real.

Fortunata Fialho

estudo_capa_completa_simplesmente historias (2)

View original post

🎁”Simplesmente… Histórias”🎁

escreversonhar

Depois de alguns “Sentidos ao vento” seguem-se algumas “Simplesmente… Histórias”.

O ditado popular: “Quem conta um conto acrescenta um ponto”, talvez seja verdade. Assim eu resolvi brincar com as palavras, tentando não acrescentar pontos.

No nosso dia-a-dia surgem-nos algumas situações que dariam para guardar e contar aos netos. São algumas dessas situações que eu procuro descrever por palavras. Espero que assim sejam recordadas para sempre.

Ao mesmo tempo, por vezes apetece sonhar, refletir e brincar com essas mesmas palavras, e porque não partilha-los? Cabe a vocês tentar distingui-las, afinal é importante manter algum mistério.

estudo_capa_completa_simplesmente historias (2)

View original post

Alegria…

Alegria é ver o brilho do sol no riso de uma criança.

O cristalino da água límpida no reflexo do seu olhar.

Alegria é caminhar pela rua sem medos.

Absorver o perfume das flores, encher de verde o olhar.

Abraçar os filhos, incutir-lhes esperança.

 

Alegria é amar sem fronteiras… gritar bem alto, amo-te.

Partilhar a vida, sonhos, aventuras e desventuras.

Alegria é fazer amor e explodir em mil fogos-de-artifício.

Alegria é poder chorar nos teus braços,

Secar as lágrimas no teu ombro e sorrir.

Saber que o amor tudo cura e que o nosso é mágico.

 

Alegria é saber que me esperas… que te espero.

Saber que a tristeza fica lá fora.

Dormir e acordar a teu lado.

Alegria é afagar o teu rosto, beijar os teus lábios,

Aquecer no teu abraço.

Alegria és tu… sou eu… somos eu e tu.

 

Fortunata Fialho

 

(imagem retirada da internet)

alegria-e-amor-abundantes-37630015

🗾Quero🗾😉”Simplesmente… Histórias”😉

Quero … quero tanta coisa que nem eu própria sei o que quero.

 

Quero voar como uma borboleta, pairar como uma sementinha, sentir o doce toque do vento.

Quero viajar no tempo, mudar o curso deste rio, reflorestar o planeta…

Quero nascer de novo, emendar meus erros ou, quem sabe, cometê-los de novo.

Quero ser eterna ou morrer num momento de grande felicidade.

 

Quero entrar no teu pensamento, sentir o que tu sentes e dar-te tudo o que desejas.

Quero ser o teu maior amor, a tua maior felicidade a tua razão de viver.

Quero fazer amor contigo, subirmos aos céus, perder a noção dos corpos e só sentir.

Quero beber dos teus lábios, alimentar-me do teu amor e esquecer o mundo.

 

Quero acordar com o riso dos nossos filhos, a sua alegria inocente e o brilho do seu olhar.

Quero que, para sempre, sejam felizes, que nunca chorem e que só tenham razões para amar.

 

Quero acabar com a guerra. Quero que todo o ser humano só saiba amar.

Quero transformar todo o ódio em flores e as balas em doces manjares.

Quero que dos canhões saiam salvas, das metralhadoras rosas, que as espadas só cortem espinhos…

 

Quero ser luz e cor, doçura e ternura, paz e amor. Viver intensamente e sonhar.

Quero ser a princesa de um conto de fadas e viver num mundo de encantar.

Quero ser ideia, ser sonho, ser criação e ser renovação. Não quero ser ilusão.

Quero ser alma, quero ser desejo, quero ser começo… quero ser fim.

 

Quero… a todo o instante quero… não sei bem o quê… mas quero.

 

Fortunata Fialho

 

livros

Coragem…

Coragem é acordar todas as manhãs e enfrentar o mundo.

Enfrentar o dia e dizer… eu sou capaz, vou vencer.

Coragem é não cruzar os braços e lutar pelos seus sonhos.

Levantar a cabeça sempre e… vencer o desânimo.

Limpar as lágrimas e partir para a luta.

Nunca desistir de encontrar o amor ou… amar sem temor.

Coragem é não desistir de melhorar o mundo,

Acreditar que todos podem ser melhores,

Que a maldade não pode vencer,

Que a coragem move montanhas e derruba barreiras.

Coragem… sim coragem é ser alguém…

Enfrentar a maldade… distribuir o bem…

Terminar as guerras… distribuir bondade e amor.

Coragem é sermos nós próprios… testar os limites.

Sonhar… lutar… vencer…

Coragem é… viver.

 

Fortunata Fialho

Nazaré – PortugalDSCN5857

💐”Simplesmente… Histórias”💐…ser poeta é.💐

Esperámos tanto tempo e finalmente estamos juntos, nada nos pode separar.

Pegas-me na mão, todo o meu corpo treme e as pernas fraquejam.

Acaricias-me o rosto e sinto o paraíso na minha pele. Doce sensação!

Os teus lábios tocam a minha testa, o meu rosto sobe e a tua boca desliza.

Saboreio os teus lábios e acaricio a tua língua… não sei quem sou.

Abraças-me… aperto o meu corpo contra o teu e escondo o rosto no teu peito.

Quero que o tempo pare, quero os nossos corpos um só… inseparáveis.

Perco-me nos teus olhos e não sei se rio ou se choro… simplesmente sou feliz.

O meu corpo arde de prazer, de desejo… deixa-se incendiar pelo teu.

Sinto o doce calor da tua respiração e ouço o, cadenciado, bater do teu coração.

Aos meus ouvidos ele murmura… teu… teu… tu… tu… só tu… nós.

Abraçados caminhamos como dois adolescentes apaixonados.

Movemo-nos como um só, em silêncio, contemplamos o brilho das estrelas…

Que delicia o calor do teu corpo… do teu abraço! Não me largues nunca.

Chegámos. As roupas deslizam, lentamente, dos nossos corpos.

Pele com pele… uma pele só. Amor imenso… sonho tornado real.

Amor, muito amor. Alma e corpos unos, plenos, intensos… nós.

Terno poema escrito por entre carícias, versos de amor sentidos, não escritos.

Vida poesia… poema vivido. Agora sim, agora eu sinto o que ser poeta é.

 

Fortunata Fialho

estudo_capa_completa_simplesmente historias (2)

😊Ser poeta. 😊💎”Simplesmente…Histórias”💎😊

Ser poeta é escrever com a alma, desejar o infinito e amar incondicionalmente.

Nas asas da imaginação colocar o mais profundo do seu sentimento e voar.

Vencer todas as amarras, voar nas asas de um momento e nunca deixar de sonhar.

Acreditar que a vida é encantadora e o amor… ai o amor… o melhor de tudo.

Não sei se sou poeta, só sei que adoro sonhar, transpor os limites físicos, acreditar…

Deixar que a minha alma se mantenha inocente e acreditar que os sonhos são reais.

Perder-me na beleza e eliminar toda a tristeza, viver a ilusão e manter a pureza.

Aqui, nestas linhas que escrevo, perco-me num mundo sem fronteiras e sonho…

Sonho que sou maior que o mundo, sonho que o meu poder é imenso.

Quero mudar tudo, quero abolir a dor e torná-la pura felicidade e… viva o amor.

Quero construir um mundo perfeito… nem que seja só nas asas das palavras.

Ser poeta é lutar, empunhar a palavra e mudar sentimentos feios… torná-los belos.

Que bom é escrever e deixar que as palavras fluam numa cascata de frases.

Cascata, de beleza impar, que mergulha num lago de textos, do qual evapora puro amor.

Que bom é escrever sem rumo e deixar que o coração fale mais alto que tudo.

Deixar que surja pura paixão, pura beleza, pura alegria neste fundo branco.

Ser poeta é, ser poema em si, é ser eterno através de simples palavras.

É chegar ao coração de quem lê. É fazer de quem lê poeta, também.

Ser poeta é… não sei. Só sei que escrever é… deliciosamente maravilhoso.

 

Fortunata Fialho

 

estudo_capa_completa_simplesmente-historias-2

🎑💐Fado.💐”Sentidos ao Vento ( Momentos)”💐🎑

Fado,

Destino,

Tristeza,

Canto do povo, saído da alma.

Cantar o fado é sentir,

Ouvir o fado é chorar.

Fado, património mundial,

Fado, canção sofrida,

Sentimento puro vindo do coração.

Fado, destino fatal,

Incontornável e inevitável.

Fado de um povo que sofre

Fado daquele que chora.

Fado dos não amados,

Fado dos eternos perdidos.

Fado dos corações destroçados,

De vidas desfeitas,

Fado dos que perecem.

Enfim… FADO.

 

Fortunata Fialho

ff2

💐✴”Simplesmente… Histórias”✴💐

Disseram-lhes que nunca ninguém consegue desaparecer sem deixar rasto e eles riram-se. Para eles o impossível era impossível e os limites inexistentes. O seu mundo era muito seu, o mundo dos outros não lhes dizia nada. A opinião dos outros valia pelo que valia. Eram um caso raro, um caso à parte.

Tinham-se conhecido há algum tempo e o mundo mudou, passou a ser eles. Todos os dias eram dias de amar, todas as horas eram horas de amor. Quando se amavam a realidade, envergonhada, desaparecia.

Todas as vezes que se amavam iam mais além, os seus corpos eram um só, os toques eram pura energia, pura ternura, a sua pele fundia-se e os sentidos eram deuses. As palavras eram ditas, não pela boca mas sim pela pele. As promessas de amor eterno eram murmuradas no som de um toque, no murmúrio de um abraço. Os seus êxtases eram sublimes e os orgasmos divinais.

Nos seus dias tudo era supérfluo, os únicos momentos mesmo importantes eram aqueles que partilhavam. Viviam para os reencontros e amavam-se com a ternura da primeira vez e o desespero da eminência de ser a última.

Um dia, depois de todo o tempo desperdiçado nos empregos, reencontraram-se. Já trocavam beijos e carícias antes de fecharem à porta, as roupas deslizavam por magia e os corpos estremeciam de desejo. Amaram-se na procura do prazer absoluto e, a cada toque, o amor aumentava envolto em prazer. O êxtase era o seu mundo, o mundo era os seus suspiros as suas carícias, os seus orgasmos. O prazer não os cansava e os corpos pediam mais e mais. Continuaram e, cada toque era mais intenso que o anterior, cada carícia ainda mais plena, cada beijo mais delicioso, cada orgasmo mais sublime. Finalmente… na plenitude do êxtase tornaram-se incorpóreos… divinizaram-se.

 

Fortunata Fialho

 

IMG_2820