Tinta. 💐 “Quero um poema…”

escreversonhar

Contente um fio de
tinta corre,

Pelo caminho o seu
rasto conta histórias.

Já percorreu tantos
caminhos,

Escreveu tantas cartas
de amantes,

Guardou segredos e
desejos inconfessáveis.

Marcou encontros,
desencontros e até viagens.

Escreveu histórias,
romances, tragédias…

Fez as delícias das
crianças com os seus contos de fadas.

Pintou reinos
encantados e coloriu sorrisos nos rostos.

Borrou, muitas vezes,
a escrita mas continuou.

Aproveitou cada borrão
e criou arte.

Preencheu telas de
pintores e cadernos de crianças.

Pintou morais e foi
voz da revolta.

Protestou em imagens transformando-as em palavras.

(…)

Fortunata Fialho

View original post

Anúncios

Sempre… “Poesia Colorida”

Sempre…

Sempre que pelo meu rosto rola uma lágrima,

Olho para o horizonte e sonho.

Sonho que sou uma borboleta esvoaçando ao sol.

Uma flor que cresceu livre e vistosa no meio do campo.

Um pássaro livre de gaiolas, esvoaçando e trinando.

O vento que acaricia o teu rosto.

O sol que parece incendiar o teu olhar.

Uma nuvem que brinca com o vento,

Transmutando-se sem hesitar.

Um rio que corre para abraçar o mar…

Sempre que a solidão te machucar… vem.

Um abraço bem forte e um amo-te,

Acariciarão os teus sentidos.

Sempre que por mim chames estarei presente.

Sempre que me quiseres irei.

Sempre que me amares corresponderei.

Sempre que a tristeza te toque serei a tua alegria.

Sempre que as palavras te faltem serei o teu silêncio.

Sempre que o teu corpo gele serei teu agasalho,

Sempre que te desnudes serei a tua pele.

Sempre que precisares estarei aqui.

Para sempre serei tua e tu serás meu.

Fortunata Fialho

Poesia colorida

Muito obrigada amigo.

O poeta e os outros eu's

Chegou-me na 6a feira às mãos esta belíssima obra, mais que pelo aspecto gráfico é a essência que me arrebata, uma obra que tive o prazer de ler e estudar, uma obra que tive o prazer de prefaciar… Obrigado Maria Fialho!

Prefácio
Antes de mais é uma honra e um privilegio ter sido convidado a ler esta obra em primeira mão, esta obra, em que mais do que pintar a poesia (Poesia Colorida) a autora Fortunata Fialho, professora de sua profissão, nos mostra como pintar a vida, a que vemos e que sentimos. Ler esta obra poética, mais que olhar o mundo pelo olhar do autor, é despir-se de emoções e ideias preconcebidas, é estar aberto a novos olhares, a novas cores, é estar disposto a contemplar a alvura da noite, pelo olhar de um cego. Ler poesia é saber pintar na alma com novos pinceis, outras paisagens.

Pensei varias…

View original post mais 526 palavras

Talvez… “Poesia Colorida”

Talvez…

Talvez o mundo se encontre nos teus braços,

Talvez a felicidade more no teu olhar.

Talvez se encontrem mil palavras nos nossos silêncios,

Talvez o meu coração pare se te perder.

Talvez viva por tanto te amar.

Talvez o sol brilhe mais quando me beijas,

Talvez durma para contigo sonhar.

Talvez…

Talvez o sempre seja agora e… o agora perdure para sempre.

Talvez o nosso amor tenha a imensidão do mar,

A força do vento e o brilho das estrelas.

Talvez o mundo não exista e nós sejamos um sonho.

Talvez me recuse a deste sonho acordar.

Talvez o amor seja o motor da vida,

Talvez a vida transporte o amor.

Talvez…

Talvez quem ame seja mais feliz,

Talvez este mundo tenha sido feito para nós.

Talvez o mundo seja ilusão e nós o próprio mundo.

Quando se ama nada mais importa.

Sem amor a vida não interessa… talvez…

Talvez não existam talvez mas sim a certeza de te amar.

Fortunata Fialho

😜😉”Simplesmente… Histórias”😉😜

escreversonhar

Sentei-me ao computador com uma enorme vontade de escrever. Surpresa! Perdi a inspiração.

E agora? Que faço com esta vontade?

Olho em volta e nada me inspira.

Que monotonia está tudo na mesma.

Olho pela janela e o sol brilha. Há tanto tempo que andava desaparecido. Percorro o espaço exterior com os olhos.

Vejo lindas flores nos meus canteiros, todos os dias aparecem mais algumas.

O meu quintal resplandece de cor e de alegria. Os pássaros chilreiam nas árvores. Não consigo descobrir nenhum ninho, talvez ainda seja cedo.

Vistosas joaninhas passeiam-se sobre as flores comendo o piolho das plantas. Uma borboleta esvoaça em redor da minha janela. Deve de estar a exibir o seu belo colorido, e que colorido! Recuso-me a pensar que anda a depositar os seus ovos nas minhas plantas. As lagartas vão banquetear-se e eu vou ficar muito aborrecida.

No canil as cadelinhas estão estendidas a apanhar…

View original post mais 106 palavras

Mar, tranquilo mar.

escreversonhar

Nostálgico caminha sem rumo.

Pensativo deixa-se levar.

O barulho da cidade está cada vez mais longe.

Caminha envolto em tristes pensamentos.

Finalmente a quietude… o silêncio.

Uma gaivota soa ao longe.

Uma leve e fresca maresia acaricia o seu rosto.

Uma lágrima, salgada, sulca-lhe a face.

Seus olhos tristes, azuis como o mar, perderam o brilho.

Subitamente, seus pés pisam o areal.

Grãos finos abafam os seus passos.

Cansado repousa no Areal.

Ao longe o mar compadece-se,

Movimenta-se em suaves ondas…

Num concerto mágico acalma-lhe as mágoas.

Suavemente movimenta as conchas

Depositando-as a seus pés.

Uma criança acerca-se e, pegando num búzio, diz:

-Escuta o som do mar, é lindo e doce.

O seu sorriso, brilhante, irradia felicidade.

Ingénua, pura, ternurenta… que linda criança!

O mar salpica-lhe o corpo e uma mãozinha acaricia a sua.

No seu rosto, triste, desenha-se um sorriso…

O azul dos seus olhos adquire o brilho…

View original post mais 41 palavras

Só quero que sejam felizes.

escreversonhar

Sou mãe e, como todas as mães, só quero que os meus filhos sejam felizes. Mesmo que escolham caminhos que eu não escolheria para eles e me custe aceitar, vou aceitar se isso lhes trouxer  felicidade. A função de uma mãe é aceitar as pessoas que trouxe ao mundo com todos os seus defeitos e qualidades. Errar é humano e todos nós erramos, corrigir e tentar melhorar é a nossa obrigação.

Qual foi a mãe que nunca repreendeu um filho e depois chorou?

Qual foi a mãe que nunca tentou evitar que os filhos errassem?

Eu sou isto tudo e muito mais, tento ser justa e erro muita vez, tento educar e falho demasiado… De uma coisa nunca me poderão acusar, falta de amor e dedicação.

Eu quero tanto que eles sejam felizes… só quero que sejam felizes…

Fortunata Fialho

win_20160908_083938-2 Amor incondicional…

View original post